domingo, 18 de agosto de 2013

FLORES


Flores

Acácias, rosas, gardênias,
Orquídeas, copo de leite, saudade,
Margaridas, violetas, tulipas,
Dálias, camélias, flor do campo.

Habitando o vale
Do meu coração,
Brotando em minh’alma
Belas maravilhas.

Cores, espinhos, botões,
Caule, galhos, perfumes,
Folhas, pétalas, lindas.

Tantas flores,
Tantas mulheres
Diante de mim...

ADRIANO DE ALVARENGA AZEVEDO

REAL, SONHO REAL?


REAL SONHO real?

Por que sonhos são tão reais?
(Por que a vida... É tão vã)...
Por que o real não é sonho?
(não há sonho real)... Ou há?

Não me importo mais,
(não sofro mais)...
Terminaram-se sonho e real.
(O destino. É o fim)...

Essa dor no meu peito
E lembrança nítida de ti...
Que já partiu e partiu-me.

E ontem mesmo sonhei contigo...
Viver é ter-te aqui...
Tão doce, tão bela, tão sincera...


ADRIANO DE ALVARENGA AZEVEDO